Variedades

Contas de energia terão aumento de 12,39% em MS

Alô Caarapó

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou o pedido de revisão tarifária da Energisa e o índice de reajuste foi fixado em 12,39%. O aumento acontece todos os anos e em Mato Grosso do Sul, os consumidores podem perceber a diferença a partir da próxima segunda-feira (8).

A concessionária de energia elétrica afirma que o aumento é calculado de acordo com duas parcelas: A e B. A parcela A é composta pelo custo de geração, transmissão e encargos setoriais, o que representa 9,32% do reajuste. Já a parcela B corresponde aos custos de distribuição de energia elétrica em todo o estado, referentes aos serviços prestados pela Energisa, que tiveram um aumento de 3,7%.

“Dentro do que se estabelece para nossa margem de trabalho, estamos tranquilos. A Energisa foi colocada como a energia mais barata do Centro-Oeste pela Aneel”, afirma Paulo Roberto dos Santos, diretor comercial da concessionária. O diretor ainda aponta que com o reajuste de 3,7% referentes à empresa, a estimativa é de arrecadar R$ 200 milhões para investir em novas tecnologias e fazer a recuperação das redes rurais, que é um dos carros-chefes para a economia do estado.

Outro ponto levantado pela Energisa foi o aumento de 4% no consumo de energia elétrica nos últimos 12 meses e a redução dos níveis dos reservatórios de energia. Com isso, a empresa teve que acionar as termoelétricas, deixando a energia mais cara.

A concessionária ressalta que 170 mil famílias em Mato Grosso do Sul podem pedir a tarifa social, que dá um desconto de 65% na conta de energia para famílias de baixa renda. O benefício é válido por dois anos e quem for contemplado, deve fazer o recadastramento antes do fim do prazo para não perder o direito.

Comentários