Polícia

Polícia Militar vai usar drones para monitorar rodovias e combater tráfico em MS

Foto: Divulgação

A Polícia Militar Rodoviária participou nesta semana, em Campo Grande, de treinamento com ARP (Aeronave Remotamente Pilotada), popularmente conhecida como drone, para uso durante fiscalização em rodovias de Mato Grosso do Sul, com objetivo de fortalecer o policiamento e dificultar ainda mais ações criminosas, como tráfico de drogas e armas.

Os policiais se especializaram em drones Classe 3 de categoria de peso máximo de decolagem inferior a 25 quilos, a fim de obterem habilitação necessária para que possam pilotar com segurança o equipamento e os softwares associados, visando futura implantação da ferramenta no cumprimento de missões operacionais.

O treinamento abordou normas aeronáuticas que regulamentam a operação no Brasil, principalmente aquelas ligadas à habilitação dos operadores, s regras da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e normas de operação de ARPs estabelecidas pelo Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) e pela Anatel (Agência Nacional Telecomunicações).

A PMR está em fase final de implantação do policiamento ostensivo rodoviário por videomonitoramento, que irá ampliar a capacidade de controle das vias estaduais e promover segurança a seus usuários.

Os drones auxiliarão no atendimento de acidentes de trânsito em locais de difícil acesso e na elaboração de croquis, no monitoramento de acidentes e desastres envolvendo produtos perigosos, na fiscalização de trânsito e na repressão aos ilícitos, principalmente na região de fronteira, dentre vária outras atividades.

O projeto inicial atenderá Dourados, Bonito e Nova Andradina, com posterior expansão para outras bases operacionais. O Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado Mato Grosso do Sul, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosta, destacou que a iniciativa. “A corporação tem investido no uso de tecnologia para ampliar sua capacidade operacional e tornar-se mais eficaz na busca da paz social, e as aeronaves remotamente pilotadas já são utilizadas no policiamento ostensivo rodoviário em polícias de todo o mundo com resultados extremamente positivos”.

Comentários