Polícia

Governo de MS é condenado com indenização de R$ 50 mil por erro médico

Foto: Ilustrativa

A Funsau-MS (Fundação de Serviços de Saúde de Mato Grosso do Sul) foi condenada por unanimidade a pagar R$ 50 mil em indenização por danos morais à mãe de uma criança que teria morrido após erro médico.

De acordo com o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), em 2012 a mulher relatou que teria levado a filha para atendimento emergencial por estar apresentando problema intestinal – dificuldade de evacuar. A criança teria chego ao atendimento emergencial andando, lúcia e se alimentando, apesar de estar febril.

Na ocasião foi solicitado um exame de raio-x que constatou que a criança estaria com o fígado inchado, causado por um nó na tripa que entrou no anel do estado, sendo necessário um procedimento cirúrgico de urgência. Logo após a cirurgia a paciente apresentou quadro se infecção e precisou ser internada no CTI (Centro de Tratamento Intensivo).

Ainda conforme as informações, a criança teria sofrido uma parada cardíaca e quando a mãe foi visita-la notou que ela estaria machucada e inchada, sendo informada pela equipe que a menina sofreu falência renal e precisaria fazer hemodiálise, mas não sabe se o procedimento chegou a ser realizado.

Foram realizados alguns exames que constataram leishmaniose visceral, e após três dias, começaram o tratamento, fato que pode ter colaborado para a piora do quadro de saúde da criança.

Comentários