Polícia

Operação da PF contra núcleo de facção em presídios tem interno da PED como alvo

Foto: Douradosnews

Mandado de prisão cumprido pela Polícia Federal em Mato Grosso do Sul, dentro da Operação Cravada, é de um interno que cumpre pena na PED (Penitenciária Estadual de Dourados). O nome do alvo das investigações não foi divulgado.

A ação, desencadeada também em outros seis Estados, visa desarticular núcleo financeiro de facção criminosa responsável pelo recolhimento, gerenciamento e emprego de valores para financiamento de crimes.

De acordo com a assessoria de imprensa da PF, foram empenhados 180 policiais federais para cumprimento de 55 mandados de busca e apreensão e 30 mandados de prisão expedidos pela Justiça do Paraná, onde ocorre a maioria das medidas.

As investigações tiveram início em fevereiro, na Penitenciária de Piraquara (PR), após a descoberta do núcleo da facção que atuava de forma a recolher e gerenciar “contribuições” repassadas à facção.

Ainda conforme a Polícia Federal, os repasses eram realizados através das chamadas “rifas”, por intermédio de diversas contas bancárias.

Estima-se que a organização criminosa tenha movimentado R$ 1 milhão por mês nas mais de 400 contas identificadas e bloqueadas.

Os valores eram utilizados para pagar a aquisição de armas de fogo e de entorpecentes, além de providenciar transporte e estadia de integrantes e familiares de membros da facção em locais próximos a presídios.

Além de Mato Grosso do Sul, os mandados são cumpridos no Acre, São Paulo, Paraná, Pernambuco, Roraima e Minas Gerais.

Comentários