Polícia

Arsenal na casa de pastor foi descoberto após ameaça

O arsenal de munições e armas de fogo foi encontrado na casa do pastor Luciano Linzmeyer, de 42 anos, depois de uma ameaça ser registrada contra ele. O pastor foi preso no dia 3 de abril em Sidrolândia, mas pagou fiança e foi liberado na sexta-feira (5).

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Diego Dantas, uma ameaça foi registrada contra Luciano, após ele ter ameaçado um ex-sócio.

Segundo registro do boletim de ocorrência, no dia 20 de dezembro de 2017, depois de um desentendimento entre a vítima e Luciano na igreja onde ele é pastor, o suspeito apontou uma arma em direção ao então sócio, que saiu correndo e Luciano foi atrás, o ameaçando e xingando.

Diante disso, o Ministério Público Estadual passou a investigar o caso em setembro do ano passado e um mandado de busca e apreensão, expedido. “Por causa da ameaça, o MP expediu mandado, quando fomos dar cumprimento, encontramos as armas e munições”.

O delegado contou que as armas estavam escondidas em um quarto, dentro de guarda-roupa e atrás de livros.

Luciano foi preso em flagrante pelo crime de posse de arma de fogo. Ele prestou depoimento. “Ele disse ser amante de armas que ele ganhou, mas não quis dizer quem deu ou onde ele conseguiu as armas”.

O juiz foi comunicado da prisão e arbitrou fiança de R$ 5 mil. Luciano pagou o valor na sexta-feira (5) e o alvará de soltura foi expedido no mesmo dia. O pastor está sendo investigado e a Polícia Civil tem 30 dias para concluir o inquérito criminal.

Na casa do pastor, a polícia apreendeu três armas, sendo um rifle, um revólver calibre 38 e uma espingarda. Foram apreendidas munições, duas lunetas, colete, coldre, carregador de pistola, capuz, soco inglês e peruca.

Comentários