Polícia

Preso integrante do PCC que levou mulher para execução em tribunal do crime

Vectra usado no transporte da vítima foi apreendido. Foto: Divulgação

O SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, prendeu preventivamente nesta segunda-feira (23) homem de 35 anos, identificado apenas como A.F.S, o quinto suspeito de ter participado do tribunal do crime do PCC (Primeiro Comando da Capital) que resultou na execução de uma mulher de 29 anos.

Segundo nota, as investigações apontaram que o grupo usou como transporte da vítima um automóvel GM Vectra branco, que teria sido conduzido por A.F.S. Desta forma, ele foi preso e teve o veículo apreendido. A vítima foi encontrada morta na manhã do dia 3 de setembro, em região conhecida como cascalheira, às margens do rio Sucuriú.

No local, foi constatado que a vítima tinha ferimentos por arma branca. Na noite anterior ao achado, quatro pessoas, sendo dois homens e duas mulheres estiveram na casa da mulher, onde conversaram com ela e em seguida a sequestraram. A mãe dela tentou impedir que ela fosse colocada à força no carro, mas foi ameaçada e desistiu.

A vítima foi levada para a cascalheira e morta. Além de A.S.F. haviam sido identificados e presos um rapaz de 22 anos, uma mulher de 31 anos, um homem de 30 e mais um de 22 anos. Ele têm envolvimento com o PCC. As investigações continuam na tentativa de descobrir a motivação do crime e a participação de mais pessoas.

Comentários