Saúde

O Ministério da Saúde vai enviar 859.500 doses de vacinas contra a gripe para o MS

Google

A informação foi anunciada pelo ministro Luiz Henrique Mandetta, durante a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, realizada no Distrito Federal.

Conforme o ministro, o Estado precisa 791.397 pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha. “ As doses da vacina contra a influenza estão sendo entregues em todo o país desde o fim de fevereiro, para que no lançamento da campanha, 10 de abril, os estados e municípios estejam abastecidos com o imunobiológico e possam dar procedimento à ação. Este ano, conseguimos antecipar o início da campanha nacional em 15 dias. Fizemos uma articulação junto ao laboratório produtor e Anvisa, que somaram esforços para que a liberação das doses pudesse ter a liberação antecipada e assim também, a distribuição para os estados”, afirmou.

Questionado pelo Correio do Estado sobre como o Ministério da Saúde pretende atingir bons índices de vacinação, Mandetta explicou que desde que assumiu a pasta, está fortalecendo a vigilância e vacinação. “Atuamos intensamente na organização da aquisição, distribuição e monitoramento da vacinação, além de reforçar o apoio junto a estados e municípios, que são os parceiros na aplicação e realização das ações nas salas de vacinação pelo país”, disse.

O Ministério da Saúde lança hoje uma campanha publicitária que será difundida através de diferentes meios de comunicação em todo o país para chamar atenção da população, em especial do público-alvo, sobre a vacinação. Será um esforço que vai durar durante todo o período da campanha, para reforçar junto ao público-alvo a importância de buscar a prevenção.

“As pessoas vão acompanhar a nossa mensagem na televisão, rádio, jornais, redes sociais, painéis em ônibus e metrô. O slogan este ano é “Não Coloque a sua vida e a de quem você ama em risco. Vacine contra a gripe”. Essa mensagem reforça que a vacinação é uma questão de responsabilidade com a sua vida e com a vida de quem você ama, como é o caso dos pais ou responsáveis para com os filhos e as gestantes. Também realizaremos o “dia D” de mobilização nacional no sábado, 4 de maio, em que postos de todo o Brasil estarão abertos”, explicou.

Comentários