Caarapó

Ministério da Justiça prorroga presença da Força Nacional na fronteira de Caarapó

Divulgação

Em MS, agentes atuam em Caarapó e Ponta Porã

Ministério da Justiça prorrogou por mais 180 dias, a contar a partir desta segunda-feira (20), a presença da Força Nacional de Segurança Pública nas ações de prevenção e repressão a crimes nas áreas de fronteiras. Em Mato Grosso do Sul, os agentes da Força Nacional atuam na região de Caarapó e Ponta Porã.

Portaria foi publicada hoje no Diário Oficial da União e, conforme o texto, o trabalho dos militares será em apoio às atividades da Polícia Federal (PF).

No Estado, os agentes da Força Nacional de Segurança Pública atuam desde junho de 2016, quando foram deslocados para MS depois da morte de um indígena guarani-kaiowá. No dia 18 de março, a pedido do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), ministro Sérgio Moro autorizou a prorrogação por 90 dias no estado.

A portaria estabelece a manutenção de ações de policiamento ostensivo para prevenir e reprimir conflitos agrários por questões fundiárias em Caarapó e coibir o tráfico de drogas, contrabando, armas e munições na faixa de fronteira.

A Força Nacional também atua em Mato Grosso do Sul, na cidade de Ponta Porã, em apoio às ações de combate aos crimes fronteiriços.

Conforme portaria publicada hoje, o contingente a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pelo ministério e caberá à PF dar o apoio logístico e dispor da infraestrutura necessário, diz ainda a portaria.

O pedido de prorrogação da Força Nacional de Segurança Pública nas ações de segurança da fonteira foi feito pela diretoria-geral da PF.

Comentários