Polícia

Número de homicídios cai, mas casos de feminicídio aumentam no 1° quadrimestre

Divulgação

Balanço foi divulgado pela Polícia Militar de Mato Grosso do Sul

Casos de homicídio em Mato Grosso do Sul diminuiram 13,3% de acordo com balanço divulgado nesta quarta-feira (22) pela Polícia Militar. Entre janeiro à 19 de maio de 2018, foram registrados 150 casos de homicídio doloso, enquanto que em 2019 comparado ao mesmo período, o número de casos diminuiu para 130 ocorrências. Mesmo com a queda nesse tipo de crime bastante comum no estado, outro crime bastante preocupante só aumentaram as estatítiscas, que agora, passou para a realidade das mulheres. Crimes de feminicídio -contra mulher derivado da violência doméstica na maioria das vezes praticada pelo próprio parceiro- aumentaram 8,3% (13 casos) em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo o coronel da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Waldir Ribeiro Acosta, o “carro-chefe” para a diminuição das estatísticas foram as abordagens e operações realizada pelo efetivo durante o período. “A segurança pública do Estado e todas as forças estão juntas para que a gente possa minimizar os crimes. A gente deve isso às operações policiais como o trabalho de inteligência, o trabalho da mídia, que orienta e também a ajuda da comunidade, na redução dos números”, disse.

Sobre o aumento nos casos de feminicídio, Acosta mencionou que a Polícia Militar está trabalhando em cima disso com o Programa “Mulher Segura” (Promusse). “È um trabalho do Estado de Mato Grosso do Sul, da Sejusp, da PM, a polícia hoje tem o Promusse, que está sendo ampliado pelos batalhões de área, é um programa que visa observar as medidas protetivas e in loco verificar se estão sendo cumpridas, além de conversar com as vítimas, o trabalho está sendo feito para que a gente possa reduzir e minimizar as situações, trabalho esse que é de médio a longo prazo”, contou.

Acosta orienta que idependente do crime, a população deve buscar apoio da segurança quando se sentir ameaçado. “Primeiramente a população deve buscar o apoio da segurança pública através do 190, estar informando qualquer suspeita, registrar boletim de ocorrência quando houver crime, que é muito importante até para nós verificarmos as “manchas” criminais. O cidadão pode sim estar informando a polícia e aqueles que têm câmeras nas residências devem entregar as imagens ao realizar as ocorrências”, contou.

ROUBOS E FURTOS
Dados da Polícia Militar apontam que crimes como roubos também sofreram queda em 2019. No ano passado, as ocorrências somaram 3.416 casos diferente deste ano que sofreu queda de 26% e registrou até agora 2.529 ocorrências.

Já os casos de furto somaram queda de 14,8%. No ano passado foram registradas 13.628 ocorrências enquanto neste ano, comparado pelo mesmo período, houveram 11.610 casos.

APREENSÕES
Durante o período, a Polícia Militar apreendeu 2.680.390 maços de cigarros, mais de 55 mil toneladas de drogas e 362 armas de fogo foram apreendidas. Mais de 700 veículos foram recuperados em mais de 10 mil operações em todo o estado.

Comentários