Polícia

Ex que estrangulou mulher se desespera após saber que ela morreu e desaparece

Vítima foi morta no apartamento em que morava (Foto: Minamar Junior)

Pintor suspeito de estrangular até a morte Érica Aguilar Pereira, 38 anos, está desaparecido desde a última quarta-feira (12) após “descobrir” que a mulher morreu, fato que conforme a defesa, o advogado Amilton Ferreira, era desconhecido pelo homem. O crime aconteceu na madrugada de terça-feira (11) em um condomínio do Jardim Campo Nobre, região sul de Campo Grande.

Conforme a defesa, o homem se entregaria ainda esta semana na delegacia de Polícia Civil. “Pela manhã combinamos de conversar antes dele se apresentar, quando ele me perguntou se ela tinha morrido e eu disse que sim”, explicou o advogado Amilton Ferreira. Desde então, a defesa não consegue mais contato com o homem

O advogado conta que o suspeito estaria “surtado” quando cometeu o crime e não sabia que Érica tinha morrido, o que pode ter levado ele a se esconder. Conforme a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) o homem é considerado foragido da Justiça e já foi pedida a prisão preventiva.

Comentários