Política

Bolsonaro afasta possibilidade de realizar concursos nos próximos anos

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Adriano Machado/Reuters)

O presidente Jair Bolsonaro explicou neste sábado em conversa pública aos jornalistas que não pretende estender os concursos para os próximos anos, exceto para as categorias da PF (Polícia Federal) e PRF (Polícia Rodoviária Federal). O depoimento entra em rota alinhada com o que disse Paulo Guedes, ministro da economia, no início do mês sobre a desaceleração dos concursos.

“Paulo Guedes decidiu basicamente que poucas áreas terão concurso, porque não tem como pagar mais. O problema é esse. A gente até gostaria em uma área ou outra. Abri uma exceção para a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal. Fora isso, dificilmente teremos concurso no Brasil nos próximos poucos anos”, afirmou o presidente.

Na época, o ministro da Economia afirmou que o país deve frear os concursos públicos nos próximos anos para que não seja feita a contratação de servidores até para que máquina pública seja esvaziada. A explicação é de que os governos anteriores fizeram diversas contratações fazendo com que a folha salarial inchasse.

“Nós precisamos pensar no país, não vamos admitir durante um certo tempo”, havia dito Paulo Guedes em visita a Câmara no início do mês.

O projeto do LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) do ano de 2020 já não prevê qualquer tipo de realização de concursos públicos. Neste mês, passou a vigorar uma regra para os concursos públicos, cujo os requerimentos serão centralizados no Ministério da Economia, que pretende conceder autorizações apenas em casos excepcionais.

Comentários