Polícia

Mãe de membro do PCC foi presa durante operação por guardar arma para ele

Foto: Divulgação

Durante a execução da 6ª fase da Operação Osíris, Eliana Rodrigues de Souza Canaverde foi detida em flagrante por guardar em casa uma arma de fogo de uso restrito, sem o devido registro. A pistola foi apreendida na manhã desta terça-feira (25) na casa dela em Naviraí, a 359 quilômetros da Capital.

A 6ª fase da operação teve início a partir da investigação de uma tentativa de homicídio ocorrida no dia 4 de maio deste ano. Segundo o delegado Thiago de Lucena do SIG (Setor de Investigações Gerais), dois homens estavam em uma motocicleta quando o garupa desceu, foi até a vítima com uma pistola em mãos e tentou atirar, mas a arma estava travada e ‘engasgou’. A vítima conseguiu fugir correndo e procurou a polícia.

A partir das investigações, os pistoleiros e outras três pessoas foram identificadas. A pedido do delegado titular da 1ª Delegacia de Naviraí, Hudson Parra Miranda, os mandados de prisão foram expedidos contra Matheus Maciel Fialho de 19 anos, o ‘Sistemático’, Gabriel Francisco Andrade Honório de 19 anos, o ‘Pantera’, Danilo Lopes Paixão de 24 anos, o ‘Fantasmático’, Vagner dos Santos de 23 anos, o ‘Lealdade’ e Lucas Alberto Canaverde de 25 anos, o ‘Fugitivo’.

Quatro dos envolvidos já estavam detidos por outros crimes e o quinto, em liberdade, foi detido na última sexta-feira (21). A pistola Bersa usada na tentativa de homicídio e que teria sido utilizada também em outros crimes foi encontrada na casa da mãe de Lucas. Munições e carregadores também foram apreendidas e ela acabou presa em flagrante por posse irregular de arma de fogo de uso restrito.

Já os outros envolvidos no crime, apontados como membros do PCC (Primeiro Comando da Capital), responderão por tentativa de homicídio por motivo fútil e organização criminosa.

Comentários