Jefferson divulga carta e chama Ciro Nogueira e Renan Calheiros de “príncipes das trevas”

Internado no Hospital Samaritano Barra, no Rio de Janeiro, e recuperando-se de um cateterismo, o ex-deputado Roberto Jefferson redigiu uma carta a aliados para falar sobre a situação do Brasil. No documento, intitulado reflexões de um preso político, Jefferson sugeriu um acordo entre o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP), e o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Na carta, divulgada nesta terça-feira (12), Jefferson se referiu a Nogueira e a Renan Calheiros como “anjos decaídos” e “príncipes das trevas” e falou de um encontro em que ambos tiveram recentemente. Além disso, também chamou o relator da CPI da Covid de “senador de Satanás”. – Será que trataram da nomeação para ministro do STF de André Mendonça? Ou será que discutiram um acordo, ministro e sinistro relator da CPI da Covid? – questionou Jefferson. Além disso, o presidente do PTB acusou ministros do governo de Jair Bolsonaro de trabalharem contra a indicação de André Mendonça para uma vaga ao Senado. O ex-AGU foi indicado em julho por Bolsonaro, mas ainda não passou pela sabatina na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) do Senado, já que o presidente do colegiado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), recusa-se a marcar uma data.

| ASCON




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE