Corumbá, Porto Murtinho e Aquidauana têm 81% dos focos de incêndio em MS

Autoridades avaliam que setembro vai continuar com situação crítica na região do Pantanal

| LEONARDO ROCHA / CAMPO GRANDE NEWS


Com lançamentos de água, fumaça encobriu região de Corumbá. (Foto: Saul Schramm - Governo MS)

cidades de Corumbá, Porto Murtinho e Aquidauana correspondem a 81% dos focos de incêndios de Mato Grosso do Sul, nestes nove primeiros meses do ano.  O município na região fronteira com a Bolívia ainda tem o maior número de queimadas do País, chegando a 4.808.

Foi o que divulgou o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Waldemir Moreira, durante a live realizada hoje (11), sobre a situação dos incêndios no Pantanal e em Mato Grosso do Sul. Ele ainda ressaltou que no ranking nacional, a cidade de Porto Murtinho está na 16° colocação em número de focos.

Moreira ressaltou que o bioma do Pantanal é o mais impactado no País com os incêndios florestais, já tendo 12,35% do seu território queimado no ano.  As autoridades continuam pessimistas com a situação, já que setembro está acima da média dos demais anos e “tão alto' como em agosto.

“Já atingimos em 10 de setembro, maior quantidade de focos da história, superando anos como 2005 e 2002', descreveu.  Até o momento foram 1.081.000 hectares queimados do Pantanal de Mato Grosso do Sul e mais 1.259.000 no bioma do estado vizinho (Mato Grosso).

Apenas em agosto foram 1.038.000 hectares queimados no Pantanal, sendo 393 mil na parte de Mato Grosso do Sul e mais 643 mil no Mato Grosso. “Infelizmente não teremos uma mudança de patamar em setembro'.

O contra-almirante Sérgio Gago Guida, que coordena a operação no Pantanal, divulgou hoje que se tratam de 21 focos de incêndios agora na região, sendo que dos seis prioritários, quatro estão na região de fronteira com o Mato Grosso. “Transferimos nossa base de Ladário para Poconé, devido as facilidades em relação à distância e logística para atuação', descreveu.

Outro foco – O secretário estadual de Produção e Meio Ambiente, Jaime Verruck, citou que existe uma preocupação das autoridades sobre novo foco de incêndio na cidade de Alcinópolis, no Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari. “Começou um grande incêndio no local, com expansão significativa. Vamos levar toda estrutura necessária'.

Moreira adiantou que este incêndio veio do estado vizinho e que chegou nesta região de Cerrado. “Se trata de uma área de vegetação extremamente acumulada, seca, que até para controle é perigoso. A prefeitura já contratou duas aeronaves para ação e temos bombeiros e maquinários para conter a situação'.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE