Taxa de contágio do coronavírus cai em MS, mas pandemia não está controlada adverte secretário

Nos últimos cinco dias a taxa de contágio do coronavírus no estado caiu de 1,12% para 1,04%.

| G1 / G1 MS


Foto: Divulgação

O secretário estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, disse nesta quinta-feira (17) que nos últimos cinco dias a taxa de contágio do coronavírus no estado caiu de 1,12% para 1,04%. Ressaltou, entretanto, que a meta é ficar abaixo de 1% para reduzir a transmissão da doença.

Resende alertou que apesar dessa queda a pandemia não está controlada em Mato Grosso do Sul. Comentou que hoje foram confirmados mais 831 casos no estado e que a média dos últimos 7 dias é de 850 casos por dia. O total de infectados pelo vírus chegou a 61.794.

O secretário avaliou que a média de casos novos se mantém alta, assim como a de mortes. Nesta quinta foram confirmadas mais 11 e a média ficou em 15,57 por dia nos últimos 7 dias. Desde o início da pandemia o número óbitos é de 1.133 no estado.

Ele comentou que a circulação do vírus continua alta em Mato Grosso do Sul, e que a taxa de testes para a doença que tem apresentado resultado positivo tem oscilado entre 33% e 40%.

Dos casos confirmados no estado, 5.639 são considerados ativos. Desse total, 5.154 estão cumprindo isolamento domiciliar e 485 estão internados, sendo 220 em unidades de terapia intensiva (UTIs).

A taxa de ocupação de leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) é de 48%.

O estado tem 1.396 amostras de testes na fila do Laboratório Central (Lacen) em Campo Grande e em instituições parcerias e 3.095 casos sem encerramento pelos municípios. Desde o início da pandemia já realizou 240.845 testes para a Covid-19.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE