MS entra para lista de estados com queda na curva da covid-19

Até sexta passada, o Estado estava entre 10 unidades da federação ainda em grau de estabilidade

| ANAHI ZURUTUZA / CAMPO GRANDE NEWS


Mapa elabora pela Folha de S. Paulo com base no modelo matemático criado por professores da USP mostra MS na cor azul, que indica desaceleração na curva de contágio (Arte: Folha de S. Paulo)

Pela primeira vez, nesta sexta-feira (16), Mato Grosso do Sul apareceu na lista de estados brasileiros onde curva dos números de novos casos e mortes provocadas pela covid-19 apresentou queda. Até o levantamento feito pelo consórcio dos veículos nacionais de imprensa, o Estado estava entre 10 unidades da federação ainda em grau de estabilidade.

No Brasil, são 16 estados com a curva desacelerando e outros 10 onde os números de novos diagnósticos e mortes são constantes e altos.

O consócio usa modelo estatístico criado por Renato Vicente, professor do Instituto de Matemática da USP (Universidade de São Paulo) e membro do coletivo Covid Radar, e por Rodrigo Veiga, doutorando em física pela USP. Conforme a medição, o pico da pandemia em Mato Grosso do Sul foi no fim de agosto.

Números - Entre a sexta-feira passada e hoje, Mato Grosso do Sul teve 1.872 teste positivos para o novo coronavírus – média de 267 por dia. Do início da pandemia até agora, são 76.547 casos confirmador.

Até ontem, conforme boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgado nesta manhã, eram 1.478 mortes registradas no Estado. Da sexta passada para agora, foram 45 óbitos – média de 6 por dia.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE