Funcionários da UTI do Hospital da Vida denunciam atraso de salário e falta de materiais

| 94 FM DOURADOS / VANESSA FREIXO


Foto:Divulgação

A 94FM recebeu, nessa sexta-feira (16), a denúncia de funcionários da Intensicare, responsável pela administração da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Vida em Dourados, por atraso no pagamento de salário e também a falta de materiais básicos para o funcionamento do setor.

Segundo relato de colaboradores que preferem não se identificar, não há glicose para ser ministrada aos pacientes e há somente um pacote de fraldas para ser distribuído a todos os 20 leitos de UTI. Além disso, os funcionários relatam que só são disponibilizadas luvas descartáveis tamanho G, o que ficaria grande e não protegeria pessoas com mãos menores.

“Hoje já é dia 16 e ainda não recebi o salário referente a setembro. Esses atrasos são frequentes, ocorrem há cerca de um ano e não podemos nem reclamar sob o risco de ser demitido', disse um dos colaboradores. Outra pessoa alegou que a água foi cortada de sua residência, pois como não recebeu o salário neste mês ficou sem pagar a fatura.

 

Conforme os próprios funcionários da unidade de saúde, a empresa justifica o atraso devido à falta de repasses. Até o fechamento da matéria, não houve sucesso no contato com a Intensicare.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE