28 toneladas: Maior apreensão de maconha da história é incinerada em Dourados

| DOURADOSNEWS / DA REDAçãO


Escolta das 28 toneladas do entorpecente - Crédito: Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (22), a Polícia Federal encaminhou 28 toneladas de maconha para incineração. A droga foi apreendida na quarta-feira, em Tacuru/MS, numa ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal, na maior apreensão de drogas da História do Brasil, conforme informado pelo Dourados News. 

Com apoio da Força Nacional, foram utilizadas oito viaturas para escolta da carreta com a carga de droga. A equipe foi composta por 18 policiais, sendo nove  federais e nove policiais da Força Nacional. A queima foi executada em uma usina na região de Dourados. 

Conforme informações policiais, somente neste ano, já foram realizadas duas operações para destruição de drogas apreendidas que, somadas a esta, totaliza cerca de 60 toneladas incineradas.

Ainda de acordo com a PF, a queima da droga foi agilizada por segurança, visando minimizar o risco de se manter o entorpecente sob custódia do Estado, tendo sido providenciadas com agilidade autorizações de diversos órgãos, como Justiça Federal, Justiça Estadual, Ministério Público e Vigilância Sanitária.

Prisão preventiva do motorista

Nesta quinta-feira (21), o Ministério Público Federal (MPF), por meio do procurador da República Eduardo Rodrigues Gonçalves, em substituição no município de Naviraí, manifestou-se pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva do homem identificado como Vanderlei, motorista do caminhão.

Conforme ocorrência, Vanderlei receberia R$ 40 mil para levar a droga de Ponta Porã até São Leopoldo (RS). Para o MPF, trata-se de tráfico internacional de drogas, considerando a quantidade de entorpecente e o fato de ter sido entregue ao motorista em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

 

 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE